Med_Fetal

Medicina Fetal

A Medicina Fetal é uma subespecialidade da obstetrícia e trata-se de uma área médica destinada a realização de ultrassonografias obstétrica e morfológica, bem como na prática de procedimentos fetais intra uterinos. É uma ciência que une prevenção, diagnóstico e tratamento do(s) feto(s).

O fetólogo portanto é médico ginecologista e obstetra, especializado no acompanhamento do binômio mãe-feto(s), com conhecimentos em genética médica, obstetrícia, doenças e complicações maternas, morfologia fetal, embriologia, diagnóstico por imagem e aconselhamento genético. Sendo assim, está apto a realizar:

1. AVALIAÇÃO MORFOLÓGICA FETAL ULTRASSONOGRÁFICA:

– Morfológico de 1º trimestre deve ser feito de 11 a 13 6/7sem de gestação com medida da transluscência nucal, presença de osso nasal e onda A em ducto venoso com cálculo de risco para trissomias e mal formações fetais;

– Morfológico de 2º trimestre deve ser feito de 20 a 24 semanas de gestação com medida de colo uterino via transvaginal com avaliação minuciosa de toda morfologia fetal bem como do risco de parto prematuro por colo curto;

 

2. DOPPLERVELOCIMETRIA MATERNO FETAL:

– Correlação entre o fluxo placentário e o(s) feto(s), o que denota boa ou má oferta de oxigênio e nutrientes ao bebê;

– Exame feito em gestantes de alto risco;

 

3. PERFIL BIOFÍSICO FETAL:

– Avaliação ultrassonográfica de movimentos corporais fetais, tônus fetais, movimentos respiratórios fetais, índice de líquido amniótico materno e dopplervelocimetria materno fetal;

– Exame feito em gestações de alto risco;

 

4. DIAGNÓSTICO, SEGUIMENTO E CONDUTA EM GESTAÇÕES GEMELARES:

– No 1º trimestre da gestação faz-se a ultrassonografia obstétrica transvaginal para identificar número de fetos e corionicidade da gestação. Com isso, é possível estabelecer os riscos inerentes ao tipo de gestação gemelar em questão;

– Durante toda a gestação são feitas as avaliações ultrassonográficas com o intuito de diagnosticar precocemente as possíveis complicações inerentes à gestação gemelar bem como indicar procedimentos adequados para tratamento;

 

5. INVESTIGAÇÃO, ACONSELHAMENTO E SEGUIMENTO DE MAL FORMAÇÃO FETAL:

– Na presença de um diagnóstico fetal desfavorável, o fetólogo realiza acolhimento e aconselhamento do casal bem como orienta sobre prognóstico e conduta a serem adotados;

 

6. DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES FETAIS INTRA UTERINAS:

– Durante a gestação, algumas intercorrências como por exemplo anemia fetal, infecção congênita e síndrome da transfusão feto fetal (este em gemelares) podem aparecer e estas devem ser acompanhadas pelo especialista na área;

 

7. PROCEDIMENTOS FETAIS GUIADOS POR ULTRASSOM:

– Quando se faz necessária a realização de cariótipo fetal, de pesquisa de infecção fetal e/ou procedimentos invasivos intra uterinos, o fetólogo é o médico indicado para tal;

 

8. ACONSELHAMENTO GENÉTICO:

– Na presença de fetos mal formados prévios a gestação atual e/ou abortamento habitual, o fetólogo realiza ao aconselhamento genético do casal.

Como se pode ver, a medicina fetal é uma área ampla porém específica. Não deixe de ser acompanhada por um especialista na vigência de algumas dessas situações.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Clinica-Lirah-Endometriose

O que é Endometriose?

A endometriose é uma condição em que o endométrio (tecido que reveste o útero) cresce em outras regiões do corpo. Geralmente o tecido começa a crescer em outras partes da região pélvica…

Leia Mais »