03.lirah

Quando Devo Medir a Reserva Ovariana?

Enquanto homens produzem novos espermatozoides durante a vida, as mulheres nascem com um número finito de óvulos: cerca de 1 a 2 milhões. Mas nem todos esses milhões ficam disponíveis.

Desde o nascimento esse número começa a cair. Ao iniciar a puberdade, restam de 300.000 a 500.000 óvulos, e a cada ciclo menstrual perdemos cerca de 1000 óvulos. Isso independe se você usa pílula ou qualquer outro método que inibe a menstruação. Mesmo assim a cada ciclo haverá perda ovariana.

MAS NÃO SE TRATA SÓ DE QUANTIDADE, MAS DE QUALIDADE

Além disso, a qualidade dos óvulos também muda, pois o corpo tende a liberar primeiro os “melhores”, aqueles que tem menos tendência a ter mutações genéticas ou outras alterações. 

Todos esses números causam um pouco de ansiedade em nós mulheres, principalmente se ainda não tivemos filhos e queremos, mas calma! Conversando com seu médico você vai descobrir que há muito que pode ser feito.


IDADE CHAVE: 35 ANOS

A  medicina aconselha você a planejar filho até 35 anos. Fisiologicamente somos feitas para ser mãe mais cedo, mas se seus planos são outros, não se angustie. Até porque, hoje as mulheres estão planejando filhos mais tarde.

Se no tempo das nossas mães e avós o esperado era ter filhos aos 20 e poucos anos, hoje muitas mulheres veem seus 30 anos como a década da maternidade (quando não mais tarde)! A medicina avançou e possibilitou em muitos casos que a maternidade acompanhasse as mudanças sociais tornando mais seguro uma gestação após os 35 anos, mas isso exige da mulher preparação. 

 

RESERVA OVARIANA

Hoje por exemplo é possível avaliar a reserva ovariana de uma mulher para que ela possa se organizar e se programar para uma futura gestação – seja de forma natural ou seja através de uma FIV de seu próprio óvulo congelado. A avaliação desta reserva é simples! Envolve ultrassom e exame de sangue.

 

Se esse é seu caso, converse com sua ginecologista. Ela vai avaliar se é o caso de pedir uma contagem da sua reserva ovariana para você conseguir se programar melhor.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

“Primeira vez” x Adolescência

Essa semana tive a honra de ser convidada para falar do assunto “primeira vez” na adolescência. Um tema frequente na rotina de consultório, cercado de dúvidas, expectativas e anseios justamente por se tratar de um acontecimento novo na vida da adolescente e por estar relacionado a certos mitos.

Leia Mais »